O segmento representou 26% das vendas do Grupo em 2018

 

As empresas da Sonepar Brasil são reconhecidas há muitos anos por sua excelência na distribuição de materiais elétricos e, há cerca de quatro anos, o Grupo identificou a oportunidade de ampliar seu portfólio de produtos e passar a ofertar também itens relacionados à segurança e ferramentas aos seus clientes no país. Mesmo com a atuação recente, este segmento foi responsável por 26% das vendas nacionais do Grupo em 2018.

“A Sonepar Brasil não teria passado pela crise e não estaria crescendo como está, se nós não tivéssemos essa iniciativa de trabalhar o segmento de Segurança e Ferramenta no Brasil. Foi uma resposta muito assertiva, um sucesso enorme. Hoje somos o maior distribuidor de materiais elétricos do país e o número dois em EPIs (Equipamentos de Proteção Individual)”, explica Ricardo Daizem, COO do Grupo.

Um fator essencial para este êxito foi o benchmarking com a Vallen, empresa do Grupo instalada no México e especializada no segmento, que permitiu uma rápida aprendizagem deste modelo de negócio.

A Sonepar, então, estabeleceu um comitê com profissionais da Centelha, Dimensional, DW, Eletronor e Nortel e passou a investir em especialistas técnicos e na capacitação adequada da equipe de vendas, a fim de implementar, no Brasil, tudo o que foi aprendido com a Vallen. O maior aprendizado foi referente ao serviço logístico, no qual a segurança do trabalho vai além dos EPIs. Segundo Daizem, é preciso ter produtos de qualidade, disponibilidade e um bom suporte de fábrica. Além disso, outro grande diferencial da Sonepar é o software Alianza, desenvolvido internamente, voltado à gestão eficiente dos EPIs.

Com a implementação do Alianza, nossos clientes industriais garantem que todo o material de segurança seja destinado corretamente para cada trabalhador de acordo com sua área de atuação e exigência no eSocial (Sistema de Escrituração Fiscal Digital das Obrigações Fiscais Previdenciárias e Trabalhistas).

O controle é feito por meio de biometria, que gera relatórios com data e horário de entrega, assegurando que a validade de cada equipamento de segurança será respeitada e impedindo que o funcionário utilize algum item que não seja adequado para sua proteção enquanto exerce sua função, aumentando a produtividade e gerando economia.

A tecnologia vai além do software e é possível ter vending machines na linha de produção para entrega dos EPIs, evitando que o funcionário percorra longas distâncias para retirar os equipamentos de segurança necessários.

“Hoje conseguimos aferir de maneira apropriada a entrega dos EPIs, não tiramos os colaboradores de seu local de trabalho e permitimos que o cliente aumente sua produtividade, melhore seu serviço e se torne mais produtivo”, finaliza Daizem.

Últimas notícias Exibir todas as notícias