Desafios em torno dos dados ganham grande destaque e foco

 

A automação é o olhar para o futuro. Seja através do desenvolvimento de novas máquinas ou de novas formas de otimizar os processos produtivos, as empresas do Grupo Sonepar conseguem auxiliar efetivamente seus clientes industriais por meio de times altamente capacitados e das melhores ferramentas, soluções e serviços do mercado.

De acordo com Rafael Kenji, gerente de produtos na área industrial da Sonepar, todas as mudanças que a revolução industrial trouxe vieram para agregar ainda valor ao trabalho das pessoas. “O Grupo sempre procura mostrar para o cliente que as tecnologias geram uma nova perspectiva de análise e auxiliam a tomada de decisão de forma mais assertiva. A coleta de um grande volume de dados e o tratamento da informação permite que o cliente faça melhores conexões e cria uma rede de serviços que incentiva os trabalhadores a explorarem ainda mais oportunidades”, confirma.

Quando o assunto é tendência no segmento, Kenji conta que seguiremos em ondas muito focadas na indústria 4.0. “Vivemos a quarta revolução industrial e o que vemos atualmente é um avanço tecnológico ainda maior, baseado em 8 pilares e com destaque para: IIOT (Internet das Coisas Industrial), Big Data e Data Analytics, Cybersecurity, além de manufatura aditiva, que consiste em produção de pequenos lotes personalizados, redução de distâncias e estoques, produção descentralizada e fluxo otimizado”.

Samantha Carvalho, supervisora de produtos da Dimensional, compartilha da visão que a automação está diretamente ligada a todas as tecnologias que vêm evoluindo e se transformando a cada minuto de uma maneira exponencial. “Diante de tanta informação, surgem alguns desafios. Alguns deles, por exemplo, são identificar qual o melhor meio de armazenar grande quantidade de dados de maneira segura ou como impedir um acesso ou comando remoto não autorizado. Para sanar esses pontos, constantemente são lançadas novas tecnologias de Cloud para armazenamento remoto de dados, soluções de criptografia, soluções de hardware e software para segurança de dados, além da inteligência artificial no conceito de Big Data”, analisa.

Como um complemento, Rogério Tergolina, especialista de arquitetura e Software da Eletronor, traz exemplos práticos de soluções existentes na empresa para algumas das questões 4.0: “Trabalhamos com controladores de automação de última geração com redes Ethernet determinísticas e convergentes entre TI e Operação, sistemas de robótica colaborativa, além de softwares de execução de manufatura com inteligência artificial e realidade aumentada/ virtual, além de sistemas de controle integrados, que realmente proporcionam um valor diferenciado aos nossos clientes e aos usuários”.

Essas soluções, chamadas de modulares e escaláveis, transformam digitalmente quatro áreas: sistemas de controle para um desenvolvimento mais rápido ao mercado, menor custo total de propriedade, melhor utilização dos ativos e melhor gestão dos riscos empresariais. “Acreditamos que essa visão de empresa conectada traz evolução tecnológica e vantagem para o mundo industrial. Distribuímos nossas soluções baseadas nos principais fabricantes e desenvolvedores focados em automação industrial”, informa Rogério.

Para acompanhar as evoluções a garantir que os clientes estejam fazendo as melhores escolhas, é fundamental ir além da oferta de novidades e criatividade nessa revolução, mas também olhar para a equipe e trabalhar sua capacitação, como finaliza Cássio Marcel de Campos, gerente de produtos da Nortel: “Capacitação é a palavra-chave. Atualmente temos um corpo técnico especializado e atualizado sobre as melhores tecnologias do mercado, preparado para recomendar as melhores alternativas para cada aplicação. Isso nos possibilita levar aos clientes soluções que convergem para os diversos pilares da Indústria 4.0”.

Últimas notícias Exibir todas as notícias